Como facilitar a comunicação personal-aluno e otimizar as orientações no ambiente de consultoria online?

O impacto da personalização de instruções no estímulo da consciência corporal durante a prática de atividade física no acompanhamento remoto

Brief: desenvolver uma solução que auxilie as pessoas a adotarem ou manterem uma rotina voltada ao bem-estar e que permita ao usuário acompanha seu progresso; a UI deve refletir uma imagem de renovação
Entregáveis: aplicativo nativo para Android + versão desktop
Design Sprint: 12 dias
Time: Diego Bueno, Luisa Koyama e eu
Marca: The National Wellness Institute

Como consequência da pandemia da Covid-19, tivemos que adaptar a forma como realizamos grande parte de nossas atividades; uma delas foi a prática de exercício físico.

Prática de atividade física em ambiente remoto — Foto por Kari Shea no Unsplash

De acordo com uma pesquisa do Colégio Americano de Medicina do Esporte (ACSM, na sigla em inglês) sobre o ranking mundial de tendências fitness para 2021, o cenário da pandemia influenciou fortemente os resultados: a modalidade vencedora desse ano foram os treinos online!

Para se ter ideia, na pesquisa do ano passado, essa modalidade ocupou apenas a 26ª posição. Com o isolamento social, o mercado fitness rapidamente se adaptou, trazendo um modelo remoto que agradou bastante gente.

Com isso, muitos profissionais de educação física acabaram investindo bastante na modalidade remota de atendimento aos seus alunos por meio de aulas ao vivo (por chamada de vídeo), aulas gravadas e também consultoria online.

Consultoria online é um programa de treinamento no qual o personal trainer avalia o aluno e, com base na realidade e nos objetivos dele, prescreve os treinos que ele deve fazer por meio de algum serviço eletrônico.

Assim, de acordo com o brief recebido e com a relevância atual desse tópico, optamos pelo desenvolvimento de uma solução voltada para o personal trainer especificamente no contexto de consultoria, buscando otimizar o modo que ele passa e orienta os exercícios e também como se comunica com seus alunos.

Consciência corporal: postura e ativação muscular

Uma vez que o público-alvo são os profissionais, realizamos sete entrevistas qualitativas para entender de forma mais completa como eles enxergam a prática de atividade física e o que buscam transmitir aos seus alunos. Além disso, também focamos na relação deles com a tecnologia e de que modo o trabalho deles foi afetado pela pandemia.

Os pontos que mais chamaram a atenção foram:

  • Confirmação do cenário de aumento por busca de treinos online, especificamente consultoria
  • Todos afirmaram utilizar a tecnologia como fundamental para realizar seu trabalho, seja por aplicativos específicos para personal trainer ou não (WhatsApp, Google Meet, FaceTime, entre outros)
  • Cinco deles mencionaram que a maior dificuldade de seus alunos é a falta de consciência corporal ao realizar exercícios, o que gera uma preocupação com possibilidade de ocorrerem lesões a longo prazo
  • Além disso, a correção de postura e ativação muscular também foi apontada como uma grande dificuldade especialmente nesse cenário online
  • Todos reiteraram a importância da aproximação entre aluno e professor durante o acompanhamento da prática das atividades para a formação de vínculo

Como foi ressaltada a importância da tecnologia para realizar esse trabalho, decidimos pesquisar um pouco mais a fundo as ferramentas que estão disponíveis no mercado e realizamos uma análise de competidores. Escolhemos aplicativos voltados tanto aos profissionais de educação física quanto às pessoas que praticam exercícios físicos sem orientação de profissionais e percebemos que:

  • A maioria dos apps é limitada em relação ao modo como o profissional pode complementar as informações de cada exercício e interagir com seus alunos
  • No geral, os aplicativos possuem instruções incompletas para a realização dos exercícios e que não estimulam a consciência corporal de quem está praticando
  • Nos apps voltados aos profissionais a navegação é confusa

Ao final da análise dos dados provenientes das entrevistas e da análise dos competidores, angariamos informações suficientes para desenvolver nossa persona: Júlio, o personal trainer.

Júlio, personal trainer — nossa persona

Desse modo, optamos por focar principalmente no ponto de dor que diz respeito à dificuldade do Júlio em relação ao estímulo de consciência corporal por parte de seus alunos, incluindo a correção dos exercícios.

Além disso, buscamos resolver algo que se mantivesse como uma questão no cenário pós-pandemia, que em breve será uma realidade no país. Por isso, como as consultorias irão possivelmente se manter como tendência mesmo após o término da pandemia, decidimos focar nessa modalidade.

Assim, declaramos o seguinte problema:

Postura correta durante a realização do agachamento — Foto por Benjamin Klaver no Unsplash

O profissional de educação física tem dificuldade de passar os exercícios para seus alunos de consultoria de forma que eles consigam realizar os movimentos com ativação muscular e postura adequadas, uma vez que nessa modalidade não há um acompanhamento tão próximo.

Portanto, mantivemos como guia esse questionamento: como podemos desenvolver uma solução que contribua para os profissionais auxiliarem seus alunos a realizar os movimentos de forma mais adequada em suas consultorias?

Desenvolvendo a solução

Desse modo, acreditamos que ao criar uma solução que facilite o acompanhamento dos alunos de forma unificada em um aplicativo, o profissional poderá passar os exercícios de uma forma que auxilie o aluno a realizar a postura correta durante os treinos de modo eficiente.

Para aprimorar ainda mais o cenário que delimitamos, utilizamos a ferramenta user stories e chegamos à seguinte síntese:

Como um personal trainer que passa consultorias online, eu quero auxiliar meus alunos a terem mais consciência corporal durante a execução dos exercícios para que não haja lesões durante a prática a longo prazo.

Assim, observamos que haviam dois caminhos possíveis nesse contexto: a correção da postura dos alunos e a forma que os exercícios são passados.

Optamos por atacar esses dois pontos, desenvolvendo uma solução que facilite tanto a comunicação personal-aluno quanto melhore a forma que os exercícios são passados, buscando personalizá-los de acordo com as dúvidas de cada um dos alunos.

Portanto, criamos o fluxo do usuário para um cenário no qual, após o personal passar o treino para sua aluna via online, ele recebe um feedback de dúvidas durante a prática de um exercício específico e, a partir disso, irá personalizar as orientações do exercício, como demonstrado abaixo:

Fluxo do usuário

Design da interface

Para o design, buscamos transmitir as seguintes sensações-chave associadas ao Wellness Institute: clean, fluidez e leveza.

Style tile da solução desenvolvida

Em relação às cores, escolhemos trabalhar uma paleta de cores pouco saturada, para refletir um sentimento de leveza e bem-estar. Além disso, também escolhemos tons que não cansam tanto a visão, uma vez que o profissional possivelmente irá passar um tempo significativo olhando para as telas da solução.

Para a tipografia, optamos pela Futura, uma fonte sem serifa que, ao mesmo tempo que transmite um quê de modernidade, também é leve e não sobrecarrega a interface. Utilizamos os diferentes pesos disponíveis para reforçar a hierarquia dos conteúdos.

Sobre os componentes, trabalhamos botões em formato de cápsula e cards com bordas mais arredondadas para compor uma interface bem clean e fluida.

Nessa etapa, nosso maior desafio foi selecionar uma paleta que gerasse bastante contraste e, por consequência, também fosse acessível. As sim, passando por diversas alterações e testes na paleta até chegar a esse resultado, priorizando a acessibilidade.

Protótipos e testes

A partir disso, criamos um protótipo mid-fi tanto na versão mobile quanto na versão desktop, com as seguintes telas:

À esquerda: telas da solução na versão mobile / À direita: telas da solução na versão desktop

Realizamos os testes de conceito e usabilidade da solução com cinco voluntários, nos quais eles deveriam cumprir duas tarefas: responder o feedback da aluna pelo chat e adicionar uma orientação personalizada no exercício em que houve a dúvida.

Todas as pessoas conseguiram cumprir as tarefas, porém observamos alguns pontos de iteração:

  • Três usuários tiveram dificuldade em distinguir que era um aplicativo voltado para o personal e não para o aluno
  • Foi mencionado que somente a orientação por escrito talvez seria um complemento muito simples para auxiliar de fato a aluna

Refletindo sobre esses pontos, fizemos algumas modificações no fluxo e decidimos adicionar mais algumas telas para demonstrar outras funcionalidades presentes no aplicativo. Desse modo, o personal, além de enviar uma orientação para a aluna, irá enviar um áudio explicativo e um vídeo de demonstração do exercício para auxiliá-la a executar corretamente.

Após as iterações, finalizamos o protótipo hi-fi, que você pode conferir logo abaixo de forma interativa (para melhor visualização, clique em options e selecione "Fit — scale down to fit"):

Protótipo hi-fi na versão mobile
Protótipo hi-fi na versão desktop

Com isso, buscamos focar principalmente na questão da consciência corporal mencionada pelos profissionais e na dificuldade de auxiliar os alunos nesse sentido. Porém, também trabalhamos a esfera de unificação de contato personal-aluno, uma vez que o profissional consegue realizar todas as ações dentro do próprio aplicativo: receber feedbacks e se comunicar pelo chat, passar treinos e orientações e acompanhar o progresso dos alunos. Assim, isso também facilita sua rotina de trabalho e vai de encontro com todos os pontos abordados pelo Wellness Institute no brief.

Por fim, realizamos o teste de desejabilidade com cinco voluntários e todos associaram as características-chave principais associadas à marca.

Próximos passos

Foto por Content Pixie no Unsplash

Para os próximos passos, pensamos em finalizar o desenvolvimento do restante das funcionalidades presentes na solução como o progresso dos alunos e a montagem dos treinos.

Além disso, também pretendemos desenvolver a versão da solução para uso dos alunos após a realização de testes.

Obrigada por ter tirado um tempinho para essa leitura e se tiver algum comentário ou sugestão sinta-se à vontade (:

Até a próxima semana!

--

--

--

UX/UI Designer student with a background in Psychology and Cognitive Sciences enthusiastic

Love podcasts or audiobooks? Learn on the go with our new app.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store
Ana Luiza Fontana

Ana Luiza Fontana

UX/UI Designer student with a background in Psychology and Cognitive Sciences enthusiastic

More from Medium

Ironhack’s Prework: City mapper_Challenge 1

design thinking principles

Challenge 1 — Design Thinking:

Project 2: Add a Feature

What if WhatsApp was actually usable for daily work?